fbpx
15 jan

Não fique parado

Com certeza, você já ouviu ou leu sobre a importância de fazer exercícios. Médicos, educadores físicos e profissionais da saúde sempre reforçam essa mensagem.

Bem, tudo isso tem uma razão: a atividade física é realmente fundamental para a nossa saúde porque ajuda a evitar que o organismo vire um alvo fácil de certas doenças, especialmente as cardiovasculares.

Se você fica com preguiça só de lembrar do assunto, está na hora de mudar essa atitude! Mesmo com uma rotina cheia de compromissos, é necessário reservar um espaço na agenda para cuidar de si.

Com a pandemia de Covid 19, ficamos em casa sem poder sair e muitas vezes deixamos de nos exercitar. E a prática de exercícios físicos nunca foi tão importante quanto agora, pois se exercitar fortalece o corpo e a cabeça. Apesar da urgência que temos para sair do sedentarismo, não pense que vestir um par de tênis e sair correndo por aí vai resolver seus problemas. Antes de mais nada, é preciso avaliar suas condições físicas e de saúde. Realize exames de rotina e consulte um médico para conferir como está a sua saúde. Depois dessa avaliação, será possível elaborar um plano de atividades compatíveis com a sua condição, suas necessidades médicas e objetivos.

Não há uma regra que determine quando é preciso fazer uma reavaliação, mas é interessante repeti-la após seis meses ou um ano. Uma nova análise ajuda a comparar os diferentes momentos de seu organismo.

Além do corpo, é muito importante exercitar o cérebro! O anúncio da pandemia acelerou alguns processos da nossa sociedade. O que era previsto para acontecer dentro de um prazo de uma década ocorreu em apenas sete meses. A vida virtual, mais que uma realidade, se tornou uma necessidade. Para um idoso que nunca teve de lidar com esse mundo tecnológico, pode ter representado uma difícil adaptação. Porém, para quem teve o apoio de uma equipe especializada, a mudança foi positiva e fundamental no sentido de proporcionar saúde mental e qualidade de vida.

Este novo momento exige com que ele tenha habilidades emocionais. Raciocínio e pensamento estratégico são habilidades importantes, mas potencializar a autoconfiança, o trabalho em público, liderança, empatia, serão fundamentais na hora de contratar um profissional, ou mesmo se ele for um empreendedor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *